Um negão e um português iam cruzando o Saara num camelo, quando de repente o bicho começa a passar mal e desmaia de tanta sede. Os dois o arrastam até o oásis mais próximo, mas quando chegam lá o camelo se recusa a beber. Então, o português tem uma idéia:
- Negão, vamos fazeire o seguinte: tu enfias a cabeça do camelo no oásis, de boca bem aberta, e eu chupo a água pelo cu dele, como se fora um canudinho!
Assim o fazem. Minutos depois, o português diz pro negão:
- Dá pra levantaire mais a cabeça? Só está a vir a lama do fundo!