Um fotógrafo daquele famoso jornal precisava fazer um serviço urgente: fotografar uma gigantesca queimada em uma reserva florestal. Depois de chegar ao aeroporto, ele pede o aluguel de um pequeno avião e corre pra pista. Lá ele encontra o piloto com o motor ligado, entra no avião e grita:
- Vamos!
O piloto taxeia pela pista e decola. Em pleno vôo, o fotógrafo diz:
- Você está vendo aquela fumaça lá na frente? Quero que você chegue o mais próximo que puder!
- Mas por quê? - pergunta o piloto.
- Ué, pra tirar minhas fotos! Eu sou fotógrafo!!!
O piloto fica alguns segundos em silêncio e diz:
- Deixa de brincadeira, vai? Fala logo que você é o meu professor de pilotagem!

O calor na caatinga tava brabo, de rachar. Faltava água nos poços, cheio de cabeça de boi pelo chão.
Ia o Severino numa charrete puxada por um burrinho velho, o chão parecia uma fornalha.
- Putz! Nunca vi um calor como esse na minha vida! - disse o Severino
- Eu também nunca vi! - disse o burrinho
- Epa! Nunca ouvi um burro falar... - disse o Severino
- Eu também nunca vi! - disse a charrete