No bar, o cara diz para os amigos:
- Sou uma sujeito feliz! Eu nunca tinha realizado como minha mulher me ama até outro dia quando fiquei de cama por causa de uma gripe.
- O que foi que aconteceu? - perguntam os outros.
- Ela ficou tão contente por eu estar em casa que a cada vez que alguém tocava em casa, como o carteiro e o entregador de leite, que ela gritava: "meu marido está em casa! meu marido está em casa!"

Um sujeito bate à porta de uma distinta senhora.
- Bom dia, a senhora tem filhos?
- Não senhor.
- Tem cachorro ou gato?
- Não senhor.
- Tem rádio ou auto-falante potente?
- Também não.
- Toca algum instrumento?
- Não... Mas será que eu posso saber por que tantas perguntas? O senhor é fiscal? Trabalha no CENSO de ridículo?
- Não, minha senhora. É que eu estou interessado em comprar a casa ao lado!