Dois peões estavam caminhando pela beira de uma estrada poeirenta, voltando de uma das fazendas onde haviam trabalhado duro o dia inteiro, quando o filho de um famoso juiz, que vinha a toda a velocidade na sua pick-up importada, atropela os dois com toda a violência.
Um deles atravessou o para-brisa e caiu dentro do carro, enquanto o outro voou longe.
Três meses depois eles saíram do hospital e, para surpresa geral, foram direto para a cadeia.
Um por invasão de propriedade alheia e o outro por se evadir do local do acidente.

Num carro de metrô, um anão começou a escorregar pelo banco e um outro passageiro, solidário, o recolocou na posição.
Pouco depois, o anão escorregou novamente e o mesmo passageiro o recolocou no assento. Quando a situação se repetiu pela quinta vez, o homem, já irritado, esbravejou:
- Será que você não consegue ficar sentado sem escorregar?
Ao que o anãozinho respondeu:
- Meu amigo, já passamos por cinco estações, estou tentando desembarcar, mas o senhor não deixa!