O avô observa o neto brincando no quintal e vai perguntar o que é que ele está fazendo. O neto diz:
- Enfiando as minhocas de volta para a toca delas...
- E como é que você consegue, meu neto, o bicho é todo molenguento?...
- É segredo, vô!
- Te dou dez reais para você me ensinar a fazer isso.
- Bem, eu passo cola de madeira, espero secar esticando a minhoca... aí é só colocar no buraco.
- Toma os dez reais.
No dia seguinte o avô chega para o neto, tira dez reais do bolso e dá na mão do neto.
- Tá ficando esquecido, vô? O senhor já me deu os 10 reais.
- Eu sei. Esses 10 foi a tua avó que mandou...

Ricardão e o Papa morreram no mesmo dia. Só que, por engano, Ricardão foi pro Céu e o Papa, pro Inferno. Quando todas as burocracias celestiais foram resolvidas e Sua Santidade estava adentrando os Portões do Paraíso, cruzou com Ricardão - que saía com aquele ar de fodão e um sorriso de bochecha a bochecha.
- Lamento muito, meu filho - disse o Papa - mas esperei toda a minha vida para ajoelhar aos pés da Virgem Maria!
- Agora é tarde, padre!